sexta-feira, 26 de maio de 2017

Enfermeiras destacam processos importantes para a segurança de pacientes cirúrgicos

Elas participaram de uma mesa redonda no último dia do Campinas 2017

A mesa redonda Desafios na Assistência de Enfermagem a Pacientes Cirúrgicos abordou três grandes questões sobre o papel da enfermagem neste setor. Com exemplos práticos, as profissionais deram dicas e destacaram a importância dos enfermeiros para garantir a segurança de quem passa por uma cirurgia.

A enfermeira Alessandra Nazareth Caine Roscani abordou os riscos no paciente cirúrgico e reforçou o papel da enfermagem para prevenir os problemas que possam surgir. Ela lembrou que o centro cirúrgico é um local com vários tipos de riscos, como biológicos, de radiação, elétricos, psicológicos, ergonômicos, químicos e operacionais, entre outros. Diante desses fatores, segundo ela, é fundamental que o paciente passe por uma boa avaliação pré-cirúrgica para que a equipe saiba como ele está fisiológica e psicologicamente. Dessa forma, é possível evitar possíveis problemas. Alessandra disse que todos devem seguir um protocolo e ter comunicação clara dentro do centro cirúrgico.
Enfermeira Alessandra Nazareth Caine Roscani

Os cuidados no intraoperatório  e no pós-operatório continuam e também são muito importantes, como check-list do cenário, dos processos, da segurança cirúrgica, tipos de curativo, visita pós-operatória, etc. A enfermeira destacou que é necessário ter uma linha de cuidado pré, intra e pós-operatório, com uma assistência segura para o paciente cirúrgico.

Camila Mendonça de Moraes Lopes fez uma palestra sobre prevenção de lesões de pele no paciente cirúrgico. Em sua explanação, ela explicou que o posicionamento na mesa operatória é muito importante para evitar problemas ao paciente. Como na palestra anterior, ela reforçou que é fundamental que os profissionais sigam uma escala de avaliação de risco do paciente.

Camila Mendonça de Moraes Lopes

Autora da ELPO (Escala de Avaliação de Risco para o Desenvolvimento de Lesões decorrentes do Posicionamento Cirúrgico do Paciente), Camila listou alguns fatores que precisam ser levados em conta para a prevenção de lesões, como tipo de anestesia, comorbidade do paciente, posição dos membros, idade do paciente e tipo de cirurgia.

A mesa redonda foi finalizada com Hellen de Lima Graf Fernandes, que abordou o processo de enfermagem no paciente cirúrgico. Ela lembrou que não existe cirurgia simples e que é necessário ter vários cuidados em todo o processo perioperatório, que inclui as fases pré, intra e pós-operatória.

Hellen de Lima Graf Fernandes

A enfermeira destacou que a enfermagem perioperatória é um processo sistemático e planejado, com uma série de passos que garantem a segurança do paciente. Dentro do centro cirúrgico, segundo ela, a enfermagem precisa aumentar a segurança e controlar a assepsia.


Palestrantes convidadas durante mesa de discussões

Nenhum comentário:

Postar um comentário